ME Madrid Reina Victoria -   Madrid

  • Reservas
    • Alemanha 01802 12 17 23
    • Reino Unido 0808 234 1953
    • França 0800 919 130
    • Itália 800 788 333
    • Portugal 800 83 40 38
    • Holanda 0800 022 8608
    • outros países
    • Alemanha 0800 808 8300
    • Reino Unido 0800 021 1649
    • França 0800 919 130
    • Itália 800 089 854
    • Portugal 1 800 502 220
    • Holanda 0800 022 8608
    • outros países

Mapa e Localização

Plaza de Santa Ana, 14
Madrid 28012
Espanha

COORDENADAS:

N +40º 24' 52.56" / W -3º 42' 4.67"

Informação de contato

Tel: (34) 91 7016000Fax: (34) 91 5220307

memadrid@melia.com

Check-in depois 15:00h

Check-out até às 12:00h

HomeHotéis em EspanhaHotéis em MadridME Madrid Reina Victoria

História do edifício – ME Madrid

O ME Madrid Reina Victoria revitaliza o histórico Gran Hotel Reina Victoria, situado no coração da capital da Espanha, no extremo oeste da central Praça de Santa Ana, repleta de locais para desfrutar da gastronomia e da noite de Madri.

As importantes obras de remodelação do hotel anterior respeitaram a fachada do edifício, representativa da arquitetura urbana da cidade e de grande valor histórico. Dentro desta tradição estrutural, o ME Madrid se concebe como um hotel de luxo que oferece os melhores serviços e comodidades para as viagens de negócios ou de prazer.

Construído sobre o solar que ocupou o palácio dos Condes de Teba, onde Próspero Merimée começou a escrever “Carmen” e onde foi criada Eugenia Montijo, esposa de Napoleão III, a construção do Gran Hotel Reina Victoria iniciou em 1919. Construído pelo arquiteto modernista Jesús Carrasco e Encina, o hotel é um edifício histórico deste movimento arquitetônico. Desde sua inauguração em 1923, o Gran Hotel Reina Victoria, assim chamado em honra da bonita esposa do Rei Alfonso XIII, foi considerado um sinônimo de elegância e luxo na capital da Espanha. Aristocratas, diplomatas e artistas o converteram em seu lugar de reunião. Com a chegada da República em 1931, o Hotel perdeu seu título real, que não recuperou até que foi batizado de novo como Hotel Tryp Reina Victoria **** em 1989.

O HOTEL DOS TOUREIROS

Mas isso não foi obstáculo para que os famosos continuassem frequentando este emblemático hotel. Durante as últimas seis décadas, converteu-se no centro do mundo das touradas. Manolete, o melhor toureiro da história, hospedava-se no quarto 406 durante suas visitas a Madri. E não era o único que escolhia este hotel para celebrar o ritual de vestir o traje de luzes antes de uma corrida: Luis Miguel Dominguín, Florentino e Flores, Joselito, Ruiz Miguel, Palomo Linares, Rafael de Paula, Bombita, Pedrés, Mazantini, Arruza, Antoñete, El Vit, Ruiz Miguel e Víctor Méndez, entre outros, converteram o hotel em seu santuário particular antes de dirigir-se à Plaza de las Ventas.

E ali onde iam os toureiros, os seguiam seus admiradores. Hemingway se hospedou no hotel muitas noites e inclusive mencionou isso em um de seus livros; também Ava Gardner ficou fascinada por sua atmosfera.

Dos anos 70 até 1989, o edifício foi sede do Banco Simeón e dos grandes Almacenes Arias. Foi com a chegada do Hotel Tryp Reina Victoria (****) que voltou a seu uso original.

Durante este período, vários grupos de rock espanhóis se hospedaram no hotel quando estavam em Madri em turnê ou promoção, como Loquillo e os Trogloditas, Seguridad Social e Luz Casal. O cantor-compositor Pablo Milanés se hospedava no quarto 506 sempre que vinha a Madri, onde recebia as visitas de outras figuras históricas do rock espanhol, como Joaquín Sabina.

O grupo Jarabe de Palo começou a hospedar-se no hotel antes de alcançar seu primeiro número um e continuou fazendo-o sempre que vinha à cidade. O Bar Taurino do hotel, transbordante de parafernália taurina que recordava sua histórica relação com o mundo das touradas, apareceu no filme de Almodóvar, “Fale com Ela”, de 2002, ganhador do Oscar de melhor roteiro original.

Reserve o seu quarto

Total:
Quartos:
Adultos
Crianças